sexta-feira, 15 de junho de 2012

Amar - CUIDADO!

                Já faz algum tempo que quero fazer esta postagem. A ideia inicial era ser postado no Dia dos Namorados, mas não tive mesmo tempo para fazer isso. Enfim, aqui estou, atrasada, mas ainda assim, para tentar explicar para vocês uma coisa muito insistente no meu pensamento.
O que é amor?
                Há alguns dias, eu poderia escrever durante horas sobre o significado dessa palavra...
                Poderia dizer que é quando você sente falta de alguém vinte e quatro horas por dia. Poderia dizer que é quando olhar para alguém, tocá-la, sentir o cheiro dela, beijá-la, não é suficiente. Poderia dizer que amar é se importar mais com a outra pessoa do que com si mesmo. Poderia dizer tantas e tantas coisas que, mesmo que eu as dissesse, não faria diferença. Na teoria, todos sabem o que é amar. Mas, na prática, é outra história.
                Amar dói. Literalmente, há alguns dias eu descobri isso. Ficar sem o amor é como levar uma punhalada no peito, é como sentir a respiração falhar, a testa aquecer e o coração apertar. Amar dói. CUIDADO!
                Amar é um vício. Amar é como um chocolate muito bom. Quando mais você come, mais você quer comer. E, uma hora, não há mais chocolate, ou espaço para ele no seu organismo, mas o desejo continua, e você ainda quer mais. Amar vicia. CUIDADO!
                Amar assusta. Você está parado, e de repente sorri. Você olha para aquela pessoa, e tudo que consegue fazer é pensar em como está contente. Você então percebe como está sendo estranho, e se assusta com a própria atitude. Amar assusta. CUIDADO!
                Amar surpreende. Você está se sentindo triste. Mas, do nada, uma sensação de plenitude te atinge e você se sente a pessoa mais sortuda da Terra. É então que fica surpreso, por você realmente é a pessoa mais sortuda da Terra. Amar surpreende. CUIDADO!
                Amar distrai. Não dá mais para pensar em outra coisa. Ele ocupa todo o seu espaço mental e, pior!, todo o seu coração também. As outras pessoas perdem a graça, tudo não tem mais sentido. Apenas ele. Amar distrai. CUIDADO!
                Então, se você quiser ter estabilidade, nunca se machucar, nunca sofrer e nunca passar por as situações descritas acima, não ame. Não ame ninguém. Não sofra por ninguém.
                Porém, se você estiver disposto a se arriscar, disposto a pular nesse abismo sabendo que pode, no final, morrer, então ignore esses avisos. Afinal, são só avisos. Eles não vão te impedir de ser feliz.
                Beijinhos, Babi :*

Ps: Feliz Dia dos Namorados, gente!
Ps.2.: Eu amei demais os novos quadros, Star, mas ainda não tive tempo de ler as novelas... :P 

9 comentários:

  1. Mesmo com toda minha coragem de aluna da Grifinória, ultimamente estou preferindo caçar dragões ao invés de investir no amor. Mas acho que estou só dando um tempo. Um dia provavelmente eu volto. ^^

    Adorei seu texto! Parabéns!!

    Beijussss;

    ResponderExcluir
  2. Lindo o texto :D

    http://caprichadasbr.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Poxa, Babi, você arrasou. Amei mesmo esse texto.

    http://luaramendonca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Obrigada gente >.<

    Beijinhos, Babi :*

    ResponderExcluir
  5. Eu amei a postagem e concordo.

    Ruli

    ResponderExcluir
  6. Obg pela visita no meu blog.
    http://sobre-tudoum-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Seu texto ficou muito bom! Amar realmente exige uma série de cuidados...
    Viramos um doidos quando amamos, mas faz parte da vida! :\
    Mas para falar a verdade, ninguém consegue viver sem pular nesse abismo.
    Abç

    http://adraftbox.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!