quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Oui, Oui, Paris - Capítulo 4


                Então é isso. Amanhã seria o grande dia.
                Levantei da cama ainda confusa. Não sabia o que devia fazer, não sabia mais de nada. Paris nem passava mais pela minha mente. Tudo no que pensava tinha nome. Marcelo.
                Fui para a escola. Logo que ceguei, não vi Marcelo no seu lugar de rotina, atrás de mim. Mas vi Renan e, estranhamente, ele veio ao meu encontro.
                -Oi. – falou ele.
                -Oi. – respondi, de uma forma ríspida.
                -Lua.
                -Renan.
                -Então... Será que poderíamos conversar na hora do recreio?
                Pensei por um momento. Não tinha nada a perder.
                -Sim, podemos.
                -Tudo bem então. – ele se virou, mas voltou-se por um segundo. –E, Lua, você está muito bonita.
                O garoto saiu andando, mas não me preocupava mais com isso. Marcelo não fora para a escola. Isso sim me deixava aflita.
                Talvez ele não tivesse gostado do beijo. Talvez não gostasse de mim dessa forma e eu confundira as coisas. Talvez só eu tivesse sentido aquilo. Talvez eu o tivesse agarrado e, na minha mente, ele também me beijara. Só sabia que havia algo errado e eu perdera meu amigo.
                Na hora do recreio, Renan me puxou para um canto qualquer.
                -Lua, preciso falar com você.
                -Bem, então fale.
                -É sobre Paris. Não quero que vá.
                Olhei-o nos olhos por um instante.
                -Ok, onde estão as câmeras? É uma pegadinha, não é?
                Um segundo depois, percebi que ele estava falando sério. E ri.
                Ri mesmo. Ri muito. Ali, na cara dele. Desistir de ir para Paris... Por ele? Ah, claro. Talvez alguns dias antes, mas no momento, nem pensar.
                Ele parecia confuso, e tentou se aproximar, já de olhos fechados.
                -O QUE VOCÊ ACHA QUE ESTÁ FAZENDO? – berrei.
                -Lua, eu te amo! Sempre te amei, você sabe disso! E, agora que está partindo, percebi o quanto preciso de você aqui, o quanto te quero aqui. Vamos fazer dar certo.
                -Você podia ter pensado nisso antes. – falei, curta e grossa. – Antes de me trair.         
                  Virei as costas e não olhei mais para ele. Nunca mais. 

                 By Babi

5 comentários:

  1. Nossa, me surpreendi bastante e adorei a atitude dela em ter dispensado ele! Mas e o Marcelo, o que aconteceu?

    Beijinhos <3
    Garota Inocente

    ResponderExcluir
  2. Adorei o blog, a dica. acho que vou começar a ler.

    Beijos, 7hings.br passa lá, o blog está esperando por você.. 

    ResponderExcluir
  3. Nossa, que dispensada que ela deu nele haha
    eu estou adoraaaaaaaaaaando!

    TENHO UMA NOVIDADE HOJE PARA VOCÊ.
    SOU NOVA POSTADORA DESSE BLOG: http://cappuccinoeaconta.blogspot.com.br/2012/12/curte-conhecer-gente-nova.html
    ME DIA O QUE ACHOU DESSE POST QUE FIZ?
    OBRIGADA!

    fb group: AB - Amizade na Blogsfera.
    @esteffanifontes, segue? Beijos,
    Aos Dezesseis Anos - aosdezesseisanos.blogspot.com.br
    Seja bem vinda do meu blog.

    ResponderExcluir
  4. Vlw galera! Vejo tudinho depois, bjjjs, Babi.

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu blog!
    http://sobre-tudoum-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!