sábado, 5 de novembro de 2011

15º Capítulo de Fofoqueira Fina 3

15º Capítulo da Terceira Temporada
                Olivia voltara à inconsciência antes mesmo de Luna, Erik e Caroline chegarem ao hospital. Yuri não tivera tempo nem mesmo de entrar no quarto da garota em seu momento de lucidez. O coma estava a destruindo.
                Após ver sua namorada sangrar em sua frente, e por sua causa, Jake tivera um ataque que nenhum médico pode explicar. Apenas souberam dizer que o cérebro do garoto estava prestes a explodir. Não literalmente, mas quase.
                -Ela vai ficar bem – sussurrou Patricia para Eduardo. O namorado de Carol chegara ao hospital ao mesmo tempo em que ela. Porém, ele não tivera medo algum dos pais da jovem Stevens. Era como se Olivia o hipnotizasse mesmo estando em coma. O que era bem possível.

                Eduardo se remexeu inquieto, enquanto Yuri andava pela sala de espera sem saber o que fazer. Naqueles dois anos se convencera ao máximo de que amava Georgia e não Olivia, mas agora estava mais do que claro que sua amada nunca mudara.
                Monica e Daniel choravam em um dos cantos da sala. Cabe e David, sem suas esposas, apareceram para prestar apoio a mulher que um dia amaram. Era estranho que mesmo depois de todo aquele tempo, aquilo ainda parecesse um quadrado amoroso.
                Alice estava em uma das poltronas, afastada de todos os outros. Desde que ela e Liv deixaram de ser melhores amigas anos antes, nunca imaginara que o reencontro das duas seria daquele modo. Na verdade, nem era um reencontro. Olivia estava à beira da morte.
                -Alice? – perguntou uma voz desconhecida. Todos se viraram. Parado com uma prancheta em suas mãos, estava um médico. O médico que estava cuidado de Liv.
                -Sim? – Ali se levantou rapidamente, percebendo, triste, que Yuri nem mesmo a olhava. Apesar de todo aquele tempo, ela ainda era apaixonada por ele. E o filho de Erik ainda amava Olivia. A mesma coisa de sempre.
                -Ela está te chamando, mesmo sem acordar, Olivia está dizendo “Alice” sem parar – revelou o homem, fazendo com que a garota corresse até a UTI.

                Sua amiga se mexia sem parar na cama. Os fios a prendiam, provocando a sensação de que ela era um animal tentando fugir. Nunca vira a tão popular e perfeita Olivia daquele jeito. Porém, o que mais assustava era o modo como chamava sua ex-melhor amiga.
                -Alice, Alice, Alice, Alice, Alice, Alice, Alice – seus lábios se abriam e se fechavam tão rapidamente que o nome era quase ininteligível.
                Alice segurou a mão de sua ex-melhor amiga, mesmo sabendo que não deveria fazer isso. O médico entrou no quarto e observou enquanto Liv abria novamente sua boca, dizendo:

                -Jake irá morrer.
                O silêncio tomou conta da sala, enquanto os movimentos incontroláveis de Olivia paravam. Era como toda sua inquietude tivesse desaparecido apenas com a trágica revelação. Com a assustadora profecia.
                -O que isso significa? – perguntou Alice aterrorizada. Entretanto, a garota não conseguiu se afastar da ex-amiga. A amizade que um dia ambas tiveram a ainda prendia ali.
                -Você deve ir embora. Agora – disse simplesmente o médico, expulsando a adolescente do quarto. Quando enfim conseguiu fechar a porta, tirando Ali dali, sua feição havia mudado completamente.
                O médico se aproximou da cama, retirando rapidamente seu crachá do hospital. Seu falso crachá. Seus dedos seguraram o pulso de Olivia de forma forte demais. Era como se ele quisesse machucá-la.
                -Meu pai vai ser vingado, Alena – disse o médico, enquanto suas mãos voltavam-se para o pescoço de Olivia. A garota abriu os olhos. Mas já era tarde demais.
                “Quem é esse médico louco? Aonde estão os cavalheiros de O para salvá-la? – Fofoqueira Fina”
Escrito por StarGirlie.

5 comentários:

  1. Ele é filho daquele professor que eu esqueci o nome??

    ResponderExcluir
  2. Haha! É ele, né? Eu sei que eu sou meio leza, mas as vezes eu penso um 'cadim'. Rsrsrs.

    ResponderExcluir
  3. Não. Posso. Dizer. Nada - StarGirlie.

    ResponderExcluir
  4. Kkkkkkkkk, ok, ok. Respeito suas decisões...Kkkkk.

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!