quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Um Livro de Romance

          "Por que você o ama?", perguntou a amiga de Mariane. A garota estava sentada em uma das cadeiras que rodeavam a mesa, deixando o sol cobrir seu rosto. Ela estava desconectada do mundo, como sempre. Era só citar o nome de seu amado para que sua mente se separasse de seu corpo.
          "Precisa de motivo?", Mariane colocou a mão sobre seus olhos e observou Edward de longe. Ele estava de cabeça baixa, de costas para a garota, quase como se quisesse que só ela o visse.
          "Claro, não é, Mari? E dá pra parar de olhar para ele?", a melhor amiga de Mariane se sentou em sua frente, bloqueando a visão de Edward. Era bem do feitio dela fazer isso de propósito.
           "E não ouse dizer que é porque ele é lindo", provocou uma das amigas que estavam sentadas na mesinha. Era incrível como Mariane era irritada por causa de seu amor por Edward. Até parecia que suas amigas também não eram apaixonadas por ele.
            "Está bem", Mariane observou Edward se virar em sua direção, seus olhos brilhando ao vê-la. Por que ele tinha que agir daquele modo encantador? "Eu o amo, porque ele tem o sorriso mais fofo desse mundo. Porque a voz dele me faz flutuar. Porque não consigo imaginar uma vida sem vê-lo, sem senti-lo ao meu redor. Eu o amo, pois..."
             Mariane ficou muda. Edward se levantou e começou a vir na direção de sua mesa. Mari sabia que ele não pararia para falar com ela, mas temia que quando olhasse em seus olhos, suas amigas fizessem um escândalo.
             "Edward!", gritou uma das amigas de Mariane o chamou, provocando um rubor desesperado nas bochechas da garota. O que ela estava tentando fazer? Provar que os dois eram amigos?
             "Ah, oi, Joss", a voz de príncipe encantado de Edward saiu de seus lábios. Mariane empurrou sua cadeira e se levantou. Seus olhos estavam abaixados e ela não conseguia segurar o choro. Ele falava com ela.
             "Mari! Espere!", segurou uma amiga de Mariane, puxando seu braço. Edward não conseguia tirar os olhos da menina que tentava fugir. Entretanto, Joss tentava atrair sua atenção sem sucesso algum.
             "O quê?!", Mariane sabia que sua voz saía mal-educada, mas a ideia de ver Edward e Joss conversando sem inclui-la já a destruía. Era a hora de sair dali.
             "Edward só veio aqui por causa de você e está indo embora?", respondeu a garota. O que ela estava fazendo? Era óbvio que o garoto negaria aquela afirmação, o que tornaria a humilhação ainda maior. Só que ele não disse nada. Apenas observou Mariane.
             "Ele não veio aqui por causa de mim", disse Mari sem pensar. Suas bochechas coraram e seus olhos sumiram em sua franja. Joss parecia irritada e prestes a levantar. Entretanto, uma de suas amigas a convencia a não se mexer.
             "Eu-eu...", começou Edward sem conseguir terminar.
             "Você...?", questionou Mariane, perplexa. Nunca imaginara que seu amado tomaria alguma atitude, mesmo que mínima como aquela.
             "Eu vim sim por causa de você", as palavras saíram firmes e cheias de sentimento. Suas bochechas adquiriram a cor das de Mariane e ele rapidamente começou a suar de nervoso. Apesar de seu rosto estar úmido e seus lábios tremerem, Edward ainda parecia lindo para a garota que o amava.
             Joss se levantou e saiu andando. Sua desculpa era de que precisava falar urgentemente com uma professora. Entretanto, ninguém reparou em sua saída. Todos observavam Edward e Mariane. Ela parecia ansiosa e ele assustado. Nem mesmo seu próprio cérebro sabia que aquelas palavras sairiam de seus lábios.
             "Eu acho que ler tantos livros de romance adiantou alguma coisa", brincou a amiga fiel de Mari, provocando risadinhas de todos.
             Mariane segurou a mão de Edward e sussurrando em seu ouvido, disse o que tanto esperara:
             -Acho que é hora do nosso momento à sós.
           
Beijinhos, StarGirlie.

3 comentários:

  1. Owwwwwwwwwwwwwwwwwwwwww que fofo!!

    ResponderExcluir
  2. Brigada, Tatáh! Beijinhos, StarGirlie.

    ResponderExcluir
  3. Essa história e demasiadamente parecida com a sua própria. E com a minha. Kkk' Amei!

    Bjs, Babi

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!