domingo, 20 de novembro de 2011

Mais um passo...

                Bianca alisou seu vestido pela última vez em frente ao espelho. Suas mãos tremiam e era quase impossível acreditar que faltavam apenas alguns minutos para o momento mais importante de sua vida. Seu casamento.
                As lágrimas estavam prestes a cair em seu rosto, mas ela não podia deixar que borrassem sua maquiagem. E não havia motivo para choro. Estava casando com seu amigo mais antigo e que era fofo, inteligente e divertido. E além do mais, a amava acima de tudo no mundo.
                Mas, no fundo, Bianca sabia que não o amava o suficiente. Bruno era um ótimo amigo e seria um maravilhoso marido, mas a garota nunca o tivera como um amor. E agora, ela estava indo se casar com ele.
                -Você está preparada?  - perguntou seu pai, aparecendo na porta. Ele não podia saber que sua filha estava cometendo um erro. O maior erro de sua vida.
                -Sim – sua voz era fraca e trêmula, mas seu pai tentou acreditar que aquilo era apenas nervosismo. E não uma tentativa de desistir.
                Ele lhe deu a mão e juntos, saíram do apartamento.  Já no elevador, o pai, percebendo que a filha olhava para o chão, lembrou-se dos dez anos que haviam se passado. Ela amara durante todo o seu período outro garoto, que retribuía o sentimento, mas de alguma forma eles estavam separados. E Bianca agora se casava com outro.
                Na porta da igreja, os olhos de Bianca estavam opacos. Ela podia ver Bruno parado no altar e sabia que Roberto e Vinicius estavam entre os convidados. Seus dois grandes romances, seus dois grandes cavalheiros. E nenhum deles era seu noivo.
                -Vou te esperar aqui fora – disse seu pai, mantendo a porta aberta. Então, do nada, Roberto entrou. Ele estava arrumado demais para seu estilo, até sua barba estava feita.
                -Eu vim te desejar boa sorte – Roberto tocou a mão de Bianca, provocando o arrepio já tão costumeiro. Parecia que havia sido ontem que eles sorriram juntos pela primeira vez – Eu sei que você não ama o Bruno. Como também nunca me amou. Bia, você não devia fazer isso.
                Bianca lembrou-se de tudo que vivera nos últimos anos. Sabia que todas as suas decisões a levaram até ali, mas isso de forma alguma diminuía a sua culpa. Ela havia usado Bruno para unir seu coração.
                Amanda e Maria esperavam nervosas nos degraus da igreja. Elas não eram amigas, mas eram as damas de honra. E ambas sabiam que Bianca não queria ir para o altar. Pelo menos não com Bruno nele.
                -Eu sei, Roberto. Mas eu tenho que ir até lá. Não deixarei Bruno me esperando – Bianca tentou abrir a outra porta, mas o rapaz a impediu – E não tem nada que me prenda aqui.
                -Bianca, você sabe que eu te amo. Eu sempre te amei – Roberto tocou seu rosto, provocando um formigamento que a garota já havia experimentado há muito tempo atrás.
                -Desculpa, mas eu tenho que ir – Bianca saiu do carro e deu sua mão para seu pai. Roberto foi empurrado para dentro da igreja por Amanda, enquanto ela e Maria entravam. A música começou a tocar e a noiva não conseguiu impedir as lágrimas. Porém, ao contrário do que imaginavam, não era de felicidade, era de tristeza.
                Vinicius estava em pé em uma das primeiras fileiras. Sua roupa era nova, mas seu cabelo estava bagunçado como sempre. Ele estava mais lindo do que nunca e olhava para Bianca exatamente como dez anos antes. Seus olhos brilhavam e era quase impossível desviar o olhar. Mas ela tinha. Tinha que olhar para Bruno.
                Bruno estava incomodado, nunca vira Bianca tão triste quanto naquele momento. A mãe da noiva também conseguia perceber o que acontecia. Sua filha estava caminhando para a morte. A morte de sua alma.
                O pai de Bianca entregou sua mão para Bruno, não sem antes lhe dar um beijo na testa. “Ame quem você quer amar” sussurrou-lhe antes de sentar-se ao lado da mãe da garota.
                A cerimônia começou. O padre seguia calmamente até a parte de “se alguém tem algo a dizer, diga agora ou cale-se para sempre”. Roberto e Vinicius se levantaram imediatamente.
                -Eu tenho! – ambos disseram ao mesmo tempo. Bianca se virou apavorada. Sabia o que ambos diriam e não conseguia imaginar o quanto isso humilharia Bruno.
                -Então, digam – respondeu o padre.
                -Bianca não ama Bruno. Ela ama Vinicius – disse Roberto – Ela sempre amou e só está se casando, pois desistiu de seu grande amor.
                -Isso não é verdade! – exclamou a menina, tentando de alguma forma consertar seus problemas.
                -É verdade, Bia. E você sabe disso – afirmou Vinicius atravessando a nave e indo em direção à noiva – Você sempre me amou e só está se casando com ele, pois fui um idiota. Porque tentei revidar suas provocações. Pois não consegui expressar o quanto te amei.
                -Mas... – começou Bianca.
                -E o quanto eu te amo – interrompeu Vinicius. O silêncio imperou pela igreja. Bianca lançou um olhar para Bruno que apenas sussurrou em seu ouvido. “Ame quem você quer amar”.
                Vinicius olhou para Bianca mais uma vez e todo o amor que sentiam foi tangível. Ele a puxou e saiu correndo pela igreja, carregando-a em seus braços. Amanda jogou o buquê no chão e saiu irritada do altar. Maria riu ao lado de Bruno, sabendo que sua amiga enfim encontra a felicidade. E Roberto sorrira, entendendo que não importava com quem Bianca acabara. Ele a apenas a queria feliz, acima de tudo.
                -Você me ama, Bianca?  - perguntou Vinicius, enquanto entravam em seu carro.
                -Eu sempre te amei, Vinicius – respondeu Bianca, colocando o cinto de segurança.
                -Então temos um longo tempo juntos. Que tal começarmos com o “para sempre”?
                Bianca sorriu como nunca sorrira.

Beijinhos, StarGirlie.

17 comentários:

  1. Agora sei como se sente, Star. Ama um, mas não quer magoar o outro. Trouble (8).

    ResponderExcluir
  2. Viu como tudo é complexo? Beijinhos, StarGirlie.

    ResponderExcluir
  3. E o problema é que a Bianca sempre magoará alguém, não importa alguém. Seja o Bruno, o Roberto ou o Vinicius...

    ResponderExcluir
  4. rssrrsrrs ~ficando vermelha em 3,2,1~

    ResponderExcluir
  5. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Agr fala!!

    ResponderExcluir
  6. srsrsrrsr Tatáh, ta tudo na história srrssrsr

    ResponderExcluir
  7. ¬¬' Menina tola! Você não tem compaixão com meus nervos??

    ResponderExcluir
  8. rssrrssrsrrs Sou misteriosa, esqueceu? srrsrsrs

    ResponderExcluir
  9. Ah, pois é. E eu sou a romântica bobinha... Por isso eu sou a Jane... Mas vc tá mais pra Mary!! kkk

    ResponderExcluir
  10. srrssrrsrs Vc não é bobinha srsrsr e eu sempre achei que tava mais pra Mary srrsrssr

    ResponderExcluir
  11. Temos que achar uma Lizzie, uma Lydia, a gêmea da Lydia e a srta. Lucas.

    ResponderExcluir
  12. Verdade srrsrsr Acho que a Lizzie devia ser a Babi srrssrsrrs

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!