domingo, 20 de novembro de 2011

Um Amor Que a Morte Fortaleceu

(Obs: sei que esse não é o modo de fazer uma resenha, mas Amanhecer literalmente me emocionou, então esta resenha será quase como um capítulo de um livro, por isso há spoilers!)

          Não posso mentir. Amanhecer: Parte 1 foi o melhor filme que assisti em minha vida, ao contrário dos outros três filmes da Saga Crepúsculo que foram alguns dos piores (com Crepúsculo em si sendo o que menos me decepcionou). Já assisti realmente muitos longas-metragem desde que nasci. Terror, comédia, romance, suspense, ação... E nenhum me fez amar e sofrer tanto quanto este.
          Na quinta-feira, às 22:45, eu estava no cinema esperando pela sessão das 23:55. Praticamente, todos os ingressos haviam sido vendidos, mas grande parte das pessoas não compareceu. Com certeza, a falta de propaganda ajudou muito nesse estranho desaparecimento. 
          A sessão atrasou já que o gerente do cinema tentou esperar a chegada de todas as pessoas, mas grande parte não apareceu. Apenas os verdadeiros fãs estavam ali, à espera do que poderia ser mais um filme que estraga a beleza do livro. Entretanto, todas as expectativas foram superadas.
          Não houve trailers na primeira vez que assisti Amanhecer (vocês logo entenderão o que quis dizer), a entrada do Cinemark falhou e logo pularam para a propaganda da promoção que tem como prêmio uma viagem para Paraty, onde a lua-de-mel de Bella e Edward foi gravada. Eu, meus pais, minha tia e minha prima estávamos nervosos e ansiosos. Sei que apenas minha mãe é realmente uma fã de Crepúsculo, como eu mesma, porém, podemos nos considerar uma Família Crepúsculo.
          E então, o símbolo da Summer Entertainment surgiu em meio de uma massa avermelhada. "Breaking Dawn: Part 1" finalmente apareceu na tela. Jacob fugiu como no trailer, Charlie e Renée mostraram suas reações com os convites do casamento de sua filha. Sua filha única.
          Tudo a partir daí pode ser chamado de romântico. Cada preparação para o casamento, Alice sendo a fada que ilumina a vida dos Cullen, Edward revelando tudo sobre si mesmo para sua noiva, o próprio casamento com suas detalhadas linhas, Jacob surgindo fofo e saindo enfurecido e as despedidas. Devo assumir, que passei toda essa parte chorando. Eu conseguia me enxergar abandonando meus pais, minha vida em Forks e tudo que possuía. Era como se meu mundo estivesse se esvaindo por entre meus dedos.
          Chegamos, enfim, à lua-de-mel no Brasil. A lua-de-mel por qual quase viajei para minha cidade natal, Rio de Janeiro, para ver as gravações na Lapa. A lua-de-mel que não me decepcionou nem um pouco. Como no casamento, conseguiram misturar comédia, romance e drama. A combinação perfeita. 
          Queria comentar cada detalhe, mas acredito que todos irão se decepcionar comigo se eu estragar a magia da surpresa, então, pularemos direto para a gravidez. A beleza, a cor e até mesmo os ossos de Bella pareciam encolher a cada segundo passado. Sua pele atingiu uma coloração acinzentada, seu corpo afinou-se até quase desaparecer entre suas roupas. Com exceção da enorme barriga, uma grande bola preta para a ultrassom.
          Consigo enxergar no filme três partes distintas. Do começo até o final da lua-de-mel diria que estávamos vendo um longa-metragem de romance. Toda a gravidez foi dramática e aterrorizante na medida certa como deveria ser. E o final, bem, o final foi surpreendente. Até mesmo os créditos finais (sim, há uma cena após os créditos principais) mostraram que a vida humana de Bella acabara. Ela era uma vampira e nada mudaria aquilo.
           Amanhecer não foi apenas o melhor filme da Saga. Como já disse, foi o melhor filme que já assisti. O casamento foi maravilhoso, com o lindo vestido de Bella e a presença adorável de Stephenie Meyer e o produtor Wyck Godfrey. A lua-de-mel foi sexy na medida correta, sem possuir aquelas cenas de sexo exageradas. A gravidez me fez sofrer como se toda a dor de Bella fosse a minha. O nascimento me fez chorar. Robert Pattinson e Taylor Lautner mostraram exatamente como Edward e Jacob sofreram naquele momento. E o final. Bem, foi surpreendente.
           Bill Condon, o diretor, que dirigira também Dreamgirls, foi o único que realmente captou o sentimento do livro. Cada mínimo pedaço cortado, que, podem acreditar, foram poucos, era imperceptível e não me fez falta alguma, nem mesmo que eu já tenha lido "Amanhecer" três vezes. Sua forma de transmitir todo o amadurecimento de Bella, a felicidade verdadeira de Edward e seu lado jovem, e a rejeição de Jacob foi incrível. Era possível até senti-los como se fossem seus antigos amigos.
            As atuações estavam incríveis, realmente como deveriam estar. Este não é um filme para grandes choros ou grandes reflexões por parte dos atores. Precisamos ver o sofrimento imediato como ocorre na vida real. E vimos. As lágrimas, a dor, as risadas, as ironias. Tudo parecia real. Incrível.
           A trilha-sonora foi magnífica. Com músicas já tocadas nos últimos três filmes, as cenas foram embaladas por canções repletas de compatibilidade com a história. "It Will Rain", cantada por Bruno Mars, parecia ser extremamente impactante, mas músicas como "Turning Page" ganharam muito mais destaque. "Flightless Bird, American Mouth" me faz chorar desde a cena do baile em Crepúsculo e em Amanhecer não foi diferente.
            Alice estava linda com o cabelo muito curto, Edward pareceu ainda mais o personagem do livro com menos topete, Bella tinha as lindas ondulações em seus fios castanhos novamente. Todos os personagens finalmente haviam se encaixado na forma como os imaginei. E talvez seja por isso que chorei muito. E é por ser tão fiel ao livro, que em três dias já assisti três vezes. 
            Crepúsculo não foi o meu primeiro livro. Crepúsculo não foi a primeira saga que li. Porém, Crepúsculo foi o único livro que me fez acreditar que o verdadeiro amor realmente pode ser eterno.

Beijinhos, StarGirlie.

35 comentários:

  1. Prontinho! Para a felicidade de StarGirlie da Silva!!

    ResponderExcluir
  2. srsrsrsrsr Mori com o da Silva! srsrrssrsr

    ResponderExcluir
  3. Hey, Per, não te perguntei se gostou de Amanhecer...

    ResponderExcluir
  4. Per, o que acha de mim por me "conhecer de vista"?

    ResponderExcluir
  5. O q vc acha?? 1 chance. vamos ver se voce me conhece bem

    ResponderExcluir
  6. Acho q sim, vc é romântica e vc marcou "legal" na enquete.

    ResponderExcluir
  7. Engraçada e completamente romantica.

    ResponderExcluir
  8. Kkkkk. É uma das melhores amigas da Star?

    ResponderExcluir
  9. Na verdade, era, esqueceu dos poemas?

    ResponderExcluir
  10. Bom, gente me perdi agr!

    ResponderExcluir
  11. Ela é aquela dos poemas q eu escrevi em outubro...

    ResponderExcluir
  12. Vc lembra, eu até comentei com isso essa semana. No chat tbm esqueceu?

    ResponderExcluir
  13. éramos melhores amigas, mas agora somos apenas colegas. Os poemas de outubro eram falando de uma amiga inconfiavel e ...

    ResponderExcluir
  14. Eita, eu falei com outra Taiane essa terça? Ou algo parecido?

    ResponderExcluir
  15. ...Eu já briguei com minhas amigas... E elas juraram nunca mais voltar a amizade... O que eu acho? Ninguém é perfeito... desavenças acontecem...

    ResponderExcluir
  16. Eu também já briguei com algumas e as amizades de algumas foram irreparáveis... Tipo, uma menina chamada Isa.

    ResponderExcluir
  17. É que eu falei do quadrado amoroso e tal, da Per...

    ResponderExcluir
  18. Nada é irreparável... Só se nós não quisermos mais... Já aconteceu comigo... Não quis mais a amizade dela... Se é que era amizade...Já engoli muita coisa...

    ResponderExcluir
  19. Não vou discutir sobre isso, mas algumas são sim. Não há como reparar a confiança.

    ResponderExcluir
  20. Qr q eu fale o q? Srta. Stargirlie?

    ResponderExcluir
  21. Desculpe se falei algo errado...

    ResponderExcluir
  22. srsrsrsr To encrencada agora, me chamando de Srta. Pelo menos aqui vc não pode falar meu sobrenome srrssrsrrs

    ResponderExcluir
  23. Vc não falou nada de errado, Tatáh. Acho melhor mudarmos de assunto

    ResponderExcluir
  24. Falando com a Star e escutando musica. And you?

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!