domingo, 9 de outubro de 2011

1º Capítulo de Fofoqueira Fina 3

1º Capítulo da Terceira Temporada
                Anne, Anne. Minha inspiração. A primeira Fofoqueira Fina! Dá pra acreditar que já se passaram tantos anos desde a última mensagem com o final “FF”. Essa nova geração não sabe o que está perdendo. Mas não se preocupe, eu darei um jeito de mostrar isso a eles.
                Oh! Eu não devo ter me apresentado, certo? Queridos, eu sou a nova Fofoqueira Fina. Quem sou realmente? Bem, isso você terá que descobrir sozinho. Mas não se esqueça do que aconteceu com quase todos que descobriram que Anne era FF. Uma ameaça? Não, só um mini aviso.  Enfim, acho que é hora de começar a contar a história das minhas “vítimas”...
                Olívia estava sentada em seu lugar na sua sala de aula com o tédio estampado em sua face. Ela não queria estar ali. Desejava estar com Yuri na faculdade. A oitava série era literalmente insuportável.
                -O que aconteceu, Liv? – perguntou uma garota de cachos pretos, surgindo ao lado da mesa de Olivia. Seu nome era Alice e elas eram melhores amigas. Na maior parte do tempo.
                -Nada, Ali. Está tudo bem – mas não estava. Olivia era péssima em esconder seus sentimentos, quando na verdade não queria. Desde que saíra de casa naquele dia estava com um pressentimento horrível. Mal sabia o que estava prestes a acontecer.
                O celular de Olivia apitou com uma nova mensagem. Não se preocupe. Ainda não é nenhuma minha.
                “Posso te buscar hoje? – Yuri”
                “Claro. Meus pais sabem disso?” digitou Olivia por baixo da mesa, enquanto a professora liberava os alunos para o intervalo.
                “Sim. E também sabem da minha surpresa para você”
                “O quê? Que surpresa?”
                “Até a hora do almoço...”
                “Não, não”
                Mas não adiantou. O melhor amigo de Olivia não respondia mais. Até mesmo suas ligações ele ignorou. Restou então apenas passar seu recreio com Alice, enquanto procurava Caroline em meio a multidão. A filha de Luna tinha treze anos de idade, mas era extremamente madura e adorava passar seu tempo com sua “prima” mais velha.
                -Você poderia, pelo menos, fingir que gosta de passar seu tempo comigo – sussurrou Alice, enquanto sua melhor amiga a deixava para trás, correndo em direção a Selena, filha de Hevangeline. Ela definitivamente era o elo fraco daquela amizade.
                -Sel, onde está o Leo? Ou a Carol? – perguntou Olivia, desviando dos outros adolescentes ao seu redor. Felizmente, apesar de ter apenas dez anos, Selena era mais alta do que a média.
                -Desculpa, prima, mas não os vi em nenhum lugar. Agora tenho que ir – e assim, deixou a filha de Monica sozinha no pátio lotado. Alice a observava de longe, decidindo manter seu orgulho e não falar com sua melhor amiga.
                Olivia olhou em volta e rapidamente avisou Carol conversando com Leonardo. Os dois pareciam irritados e preocupados, apesar da pouca idade. Decidida a fazer algo de útil em seu intervalo, a garota de cabelos castanhos e olhos verdes, discou o número de Yuri novamente e se surpreendeu quando ele atendeu:
                -Oi, minha fofa.
                -Yuri? Sério mesmo que é você? – perguntou Olivia surpresa. Afastou-se dos outros alunos, correndo em direção ao banheiro, onde se observou no espelho. O uniforme permanecia arrumado, seu cabelo sedoso.
                -Claro que sim, Liv. Tudo bem com você?  - a voz de seu melhor amigo de 19 anos ecoava pelo banheiro, mesmo não estando no viva-voz.
                -Tudo ótimo e com você? – respondeu a garota, no exato momento em que algumas portas do banheiro bateram – Espera só um minuto.
                -O que houve... – começou Yuri, mas Olivia tapou o som do celular. Caminhando muito devagar, a filha de Daniel encontrou um corredor de reservados totalmente destruído.
                Algumas portas estavam caídas, folhas de papel cobriam todo o lugar. A luz no teto piscava quase queimando. Os azulejos estavam quebrados e pichados. Porém, o que mais chamava atenção era o bilhete escrito em batom vermelho.
                -O quê...? – o celular de Olívia caiu no chão. Os chamados de Yuri foram insuficientes. Seu mundo estava parado.
                “Cuidado, O! Seu romance com Y não é seu único segredo, não é mesmo? Mas não se esqueça: eu irei revelar todos – Fofoqueira Fina”
                É. O jogo estava enfim começando. Meu reinado estava apenas começando e eu o aproveitaria ao máximo.
Escrito por StarGirlie. 

7 comentários:

  1. Muito legal o início da 3ª temporada. Espero q seja tao boa, ou melhor, q a 1ª e 2ª. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu também espero. Beijinhos, StarGirlie.

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que a FF é a Alice ou uma das filhas de Anne.

    ResponderExcluir
  4. Aii q bom, e nossa, Tatáh, nem a gente sabe quem é srsrsrsr Beijinhos, StarGirlie.

    ResponderExcluir
  5. Own, brigada! Beijinhos, StarGirlie.

    ResponderExcluir

Escrever é expor seus pensamentos...
Coloque um comentário e venha se aventurar também!